Reestilização deixa sedã médio mais bonito e mais bem equipado

O Renault Fluence chega à linha 2015 com visual mais atraente e novos equipamentos. O sedã médio, produzido na Argentina, estreou durante o Salão do Automóvel de São Paulo e já está à venda em quatro versões a partir de R$ 66.890.

Confira as versões e preços:

Fluence Dynamique (manual de 6 marchas) — R$ 66.890
Fluence Dynamique CVT — R$ 71.890
Fluence Dynamique CVT Plus — R$ 74.890
Fluence Privilège — R$ 82.990

Clipe Fluence 2015

 

 

Agora, a linha 2015 conta com um desenho mais moderno com destaque para a dianteira. O para-choques e a grade foram totalmente redesenhados. As luzes de neblina agora trazem LEDs diurnos (que ficam sempre acesas) e sem dúvida deixam o carro mais sofisticado. Na traseira, as lanternas foram retocadas e trazem LEDs apenas nas versões mais caras.

 

Fluence-2015-(9)

Por dentro, o acabamento passa boa impressão com destaque para o quadro de instrumentos que agora traz velocímetro digital. Nas duas versões mais caras, o sedã médio passa a contar com nova central multimídia R-Link com tela sensível ao toque de 7 polegadas integrada ao painel conta com GPS da TomTom e sistema de áudio 3D.

A R-Link também possui comando de voz e indicador de condução econômica. Como nas telas de smartphones e tablets, a central permite afastar e aproximar imagens e mapas com o movimento dos dedos. A câmera de ré integrada só é oferecida na versão topo de linha Privilège.

Fluence-2015-(20)

O Fluence 2015 passa a oferecer nova a configuração Dynamique CVT Plus (R$ 74.890). Além de incluir a central R-Link, esta traz revestimento em couro nos bancos, com costura destacada e interior mais requintado.

A lista de equipamentos segue sendo uma das mais completas. Há air bags frontais e laterais, freios ABS e sistema Isofix de fixação de cadeirinhas infantis. Entre os itens de conforto, estão ar-condicionado de duas zonas, direção com assistência elétrica, controle de cruzeiro, ajustes de altura e profundidade do volante, faróis e limpadores automáticos, trio elétrico e alarme.

O sistema walk away closing, único do segmento, aciona o travamento e o recolhimento dos retrovisores. Para isso, basta o motorista se afastar do carro de posse da chave cartão. Com ela também é possível travar e destravar as portas e dar a partida no motor.

Fluence-2015-(16)

A mecânica permanece a mesma com o motor 2.0 16V flex de 140 cv (gasolina) e 143 cv (etanol) sempre aos 6.000 giros. Na comparação com os sedãs rivais, o torque do Fluence se destaca com 20,3 kgfm aos 3.750 rpm. Há opção de câmbio manual de seis marchas ou CVT X-Tronic que simula seis trocas e também permite passar marchas no modo sequencial.

A atualização deixou o Fluence mais bonito. Agora o sedã consegue unir linhas joviais a um conteúdo de série farto, sobretudo na comparação com a dupla que domina do segmento — Honda Civic e Toyota Corolla.

Os planos de revisões do francês também são mais baratos.

Galeria de fotos – divulgação

 

Vídeo: Renault no Salão do Automóvel 2014 abaixo:

 

 

3 Responses